Amor por Acaso (2009)

Love Happens

poster

Sinopse

Burke Ryan (Eckhart) parece ter todas as respostas. Perguntem aos milhares de fãs que o adoram, leram os seus livros e que vão ouvi-lo nos seus populares seminários sobre como vencer o medo e possuir eterno optimismo. Eloise (Aniston) é um pouco menos segura. Com um espírito livre, caloroso e espontâneo, possui um coração muito sensível inspirado pelas apaixonadas cartas de amor que entrega na sua loja de flores. Impulsivamente caído de amores por ela, Burke quer declarar-se mas, pela primeira vez na sua vida, fica atrapalhado ao não encontrar as palavras certas. Será que Burke, a quem tantas pessoas pedem conselho, não aprendeu nada sobre o amor?



Visitantes
Visitantes
2.6 (32 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
1.0 (1 voto)
galeria

Detalhes

Ano: 2009
Estreia nacional: 22 de Outubro de 2009 (#3 na 1ª semana)
Estreia mundial: 17 de Setembro de 2009

País: EUA, Canadá
Género: Drama, Romance
Duração: 109 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Castello Lopes

Realização:
Brandon Camp

Intérpretes:
Aaron Eckhart, Jennifer Aniston, Dan Fogler, Martin Sheen, Judy Greer, Frances Conroy

Outros títulos:
O Amor Acontece (Brasil)

Links:
www.lovehappensmovie.com (site oficial)
www.castellolopesmultimedia.com/amorporacaso (site oficial)
www.apple.com/trailers/universal/lovehappens (trailers)
www.imdb.com/title/tt0899106

A crítica

(...) o melhor que se pode dizer deste primeiro filme de Brandon Camp é que de romântico tem pouco e que de drama pouco tem”
Vasco Baptista Marques, Expresso

Blogs

1.5/5Love Happens
Moralmente insuportável, Love Happens comporta-se como um dramalhão desleixado que tenta vender uma “auto-ajuda” falhada sob o formato de crença. Péssimo!”
Cinematograficamente falando, 24/Nov/2010
3.0/5Portal Cinema - Love Happens
Love Happens é um filme que preenche completamente as necessidades de experimentação emocional do público, essencialmente feminino, fá-lo sonhar, fundando-se num género que nos dará certamente ainda muitas obras.”
Portal Cinema, 25/Out/2009
1.0/5Costas Mandylor: ‘Amor Por Acaso – Tantas vezes NÃO!’
Mas o que há mais? Os papéis são sempre iguais, não há desafio, quase nem sequer existe diferença de imagem. Meu Deus, este pessoal de Hollywood tira-me do sério!”
Ante-cinema, 23/Out/2009
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.0/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 11 de Junho de 2011 às 12:59

Surpresa, não esperava aqui encontrar um bom filme. Sinceramente gostei, sobretudo do que parecia ser o lema do protagonista "faz o que eu digo, não faças o que eu faço" que originava um conflito interessante na personagem de Aaron Eckhart, que se encontra em bom nível.

2.0/5Jorge Ferreira | jomirife Jorge Ferreira | jomirife 25 de Janeiro de 2010 às 15:02

Acho que Jennifer Aniston deveria fazer outro tipo de filmes porque assim ela não conseguirá progredir como estrela de cinema, que ela continua a fazer apenas filmes românticos, e neste caso voltou a ter uma prestação comum como em tantos outros filmes. O filme é essencialmente dramático, mas não muito, e quase nada tem de romantismo, está um filme normal, com uma história que não é nada de impressionante ou assim tão interessante. Na verdade não está nada de especial, dou nota 2/5, é um filme que irá agradar principalmente aos fãs dos actores, mas não trás nada de especial ao cinema em geral. [por Jorge Ferreira | Jomirife]

2.0/5Liliana Liliana 7 de Novembro de 2009 às 13:47

Efectivamente de romance pouco tem. Penso que era suposto ser mais um drama, mas como drama também falha, na minha opinião. Não emociona, e torna-se demasiaado monótono e cansativo porque tudo gira em volta do mesmo (dei por mim a pensar "Meu Deus, será que o filme nunca mais acaba?" :). Vi o no cinema e arrependi-me, devia ter esperado que passasse na televisão num domingo em que não há mais nada para fazer.

Só não é totalmente dispensável graças a dupla de protagonistas, Martin Sheen e o pássaro. 2*