(2009)

poster

a crítica

Um dos melhores e mais incómodos filmes de Haneke.”
Eurico de Barros, Diário de Notícias
O que mais nos impressiona em O LAÇO BRANCO é o facto de tudo girar em terno de uma "espessura literária" apaixonante e que julgávamos improvável em Haneke.”
Francisco Ferreira, Expresso