(2009)

Flickan som lekte med elden

poster

Sinopse

Lisbeth Salander é uma mulher procurada. Dois jornalistas da Millennium, prestes a revelar a verdade sobre o comércio sexual na Suécia, são brutalmente assassinados e as impressões digitais de Lisbeth estão na arma do crime. O seu historial de comportamento imprevisível e vingativo fazem dela um perigo para a sociedade - mas ninguém a consegue localizar. No entretanto, Mikael Blomkvist, editor-chefe da revista, não quer acreditar no que ouve nas notícias. Conhecendo Lisbeth e sabendo que quando ameaçada se torna perigosa, ele está desesperado por chegar até ela antes que se veja acossada e só. À medida que vai, por sua conta e risco, colocando as peças do puzzle em ordem, Lisbeth dá de caras com um grupo de criminosos, que inclui o chamado "gigante loiro" - uma terrível personagem aparentemente imune à dor.



Visitantes
Visitantes
3.4 (40 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
1.0
Crítica
Crítica
1.0 (1 voto)

Detalhes

Ano: 2009
Estreia nacional: 25 de Março de 2010 (#18 na 1ª semana)
Estreia mundial: 18 de Setembro de 2009

País: Suécia, Dinamarca
Género: Thriller
Duração: 129 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização:
Daniel Alfredson

Intérpretes:
Noomi Rapace, Michael Nyqvist, Lena Endre

Outros títulos:
The Girl Who Played with Fire

Links:
www.imdb.com/title/tt1216487

Filmes relacionados

(2009)
Millennium 1 - Os Homens que Odeiam as Mulheres (2009)

A crítica

O óptimo primeiro filme prometia uma trilogia de respeito, mas é arruinada por uma sequela aborrecida, repleta de flashbacks do primeiro tomo e... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
(...) à conta da planura da mise en scène, o espectador, às tantas, já nem quer saber deveras”
Jorge Leitão Ramos, Expresso

Blogs

3.0/5The Girl Who Played with Fire
The Girl Who Played With Fire se revela mais frenético, as sequências de suspense dignas do primeiro filme são substituídas por perseguições, lutas e tiroteios, Millennium se revelou na direcção do filme de acção e suas personagens tem mais relação com qualquer série de investigação norte-americana do que um policial á velha moda de Agatha Christie como se tem verificado em Millennium 1.”
Cinematograficamente falando, 3/Ago/2010
3.0/5Millenium 2 - A Rapariga que Sonhava com uma Lata de Gasolina e um Fósforo, por Tiago Ramos
Se no primeiro tomo da adaptação da trilogia Millennium aos cinemas poderíamos falar num filme que quebrava clichés e uma profundidade incomum para um policial, este segundo capítulo acaba por cair em todos os erros que não tinha cometido em Millennium 1 – Os Homens que Odeiam as Mulheres.”
Split Screen, 1/Abr/2010
3.0/5Crítica: «Millennium 2» – A segunda parte da trilogia
O uso de vários close-up é um dos aspectos positivos, que nos permite captar a emoção dos personagens em cenas onde a adrenalina é superior, especialmente nas cenas que envolvem Blomkvist e Lisbeth.”
Ante-cinema, 27/Mar/2010
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5jorgecouto jorgecouto 17 de Novembro de 2012 às 16:31

A critica classifica o filme com nota 1? Pois eu gostei muita mais deste do que do primeiro!

3.5/5aliena aliena 26 de Março de 2010 às 19:54

Mais uma vez constata-se que um filme baseado num livro de grande sucesso nem sempre é um sucesso obrigatório. Embora os livros Millennium possam eventualmente ser difíceis de adaptar para cinema a verdade é que se poderia ter feito muito melhor. Noomi Rapace é sem dúvida uma boa actriz mas só isso não chega. Apesar de à partida o enredo ser interessante, o filme consegue destruir todo aquele suspense criado no livro, devido à lentidão e à previsibilidade com que expõe os acontecimentos.Para quem gostou dos livros, este filme é uma desilusão:(Dou nota 3,5 só pela actriz principal.