Bright Star - Estrela Cintilante (2009)

Bright Star

poster

Sinopse

Londres, 1818: uma relação amorosa secreta tem início entre o poeta inglês de 23 anos, John Keats, e a vizinha do lado, Fanny Brawne, uma jovem e sincera estudante de moda. A relação entre este estranho e improvável par até começou mal. Ele achava-a um pouco insolente, ela não se deixava impressionar muito com literatura em geral. Foi a doença do irmão mais novo de Keats que os juntou. Keats ficou sensibilizado com os esforços de Fanny para os ajudar e propôs-lhe ensinar-lhe poesia. Quando a preocupada mãe de Fanny e o melhor amigo de Keats descobriram até que ponto eles estavam atraídos um pelo outro, a relação entre os dois já não podia parar. Intensa e inevitavelmente absorvidos, os jovens amantes deixavam-se envolver por sensações cada vez mais poderosas. "Tenho a sensação de me estar a dissolver", escreveu Keats à sua amada. Juntos, viveram momentos de romântica obsessão, que se tornava cada vez mais profunda à medida que os seus problemas aumentavam.



Visitantes
Visitantes
2.9 (34 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
2.8 (10 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2009
Estreia nacional: 07 de Janeiro de 2010 (#11 na 1ª semana)

País: Reino Unido, Austrália, França
Género: Drama, Romance
Duração: 119 min.
Classificação: M/12Q
Distribuidora: Ecofilmes/Vitória Filme

Realização:
Jane Campion

Intérpretes:
Ben Whishaw, Abbie Cornish, Kerry Fox

Links:
www.brightstar-movie.com (site oficial)
www.apple.com/trailers/independent/brightstar (trailers)
www.imdb.com/title/tt0810784

A crítica

O filme não se afasta muito do biopic ao melhor estilo BBC (...) mas os desempenhos de Ben Wishaw e de Abbie Cornish merecem apreço.”
Nuno Carvalho, Notícias Sábado
Jane Campion continua exemplar na arte de tecer um argumento onde o mais importante são os cambiantes, nada é directo e claro e absoluto, e na arte de dirigir actores”
Jorge Leitão Ramos, Expresso

Blogs

ver todos
4.0/5Bright Star - Estrela Cintilante / Bright Star (2009)
Bright Star - Estrela Cintilante arqueja-se nas mais belas citações de John Keats que no seu regaço vai libertando, deslidando um romance histórico contornado pela constância artística de Campion, e pelas intransponíveis prestações interpretativas de Abbie Cornish, Ben Whishaw e Paul Schneider, que asseguram o lirismo desta tão esmerosa ingressão biográfica.”
seeSAWseen, 3/Jun/2010
3.5/5"Bright Star" por Nuno Reis
É o filme certo para casais apaixonados, para ingleses, para amantes da poesia. Para os demais será uma tortura.”
Antestreia, 3/Abr/2010
3.5/5Bright Star - Estrela Cintilante, por Tiago Ramos
Apetecia-me dizer que Jane Campion amadureceu o seu olhar, mas talvez tenha sido o meu olhar que amadureceu com ela.”
Split Screen, 21/Jan/2010
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

2.0/5jonas jonas 8 de Fevereiro de 2011 às 07:23

secante secante secante 2*

2.0/5Liliana Liliana 4 de Abril de 2010 às 19:21

Telenovela, ao estilo de época. Não consigo sequer elevar para filme mediano. O seu teor poético parece querer impingir sensibilidade, mas de tal forma forçada, que não é suficiente para quebrar todo o aborrecimento, que se foi acumulando progressivamente, no meu espírito. :) Talvez fosse suposto transmitir amor, beleza e harmonia... no entanto, não consegui captar nada disso. Entediante.

Fui enganada pelo trailer, mais uma vez. Pensei que estava perante um filme do género (e qualidade) de "Orgulho e Preconceito"... Mas, salvam-se as interpretações. De uma forma geral, é fraquinho. 2*

3.0/5Valverde Valverde 10 de Fevereiro de 2010 às 19:18

Bright Star é só um filme competente. Á excpeção da direcção artistica e de Abbie Cornish e Paul Schneider, o filme pouco mais têm a dizer. Porque o problema está em falar de um poeta que, para quem não conhece a sua obra, não revela interesse nenhum visto pelo lado do filme.