Amar... É Complicado (2009)

It's Complicated

poster

Sinopse

Jane (Streep), mãe de três filhos já crescidos, proprietária de um restaurante/confeitaria em Santa Barbara, tem - após uma década de divórcio - uma relação amigável com o seu ex-marido, o advogado Jake (Baldwin). Mas quando Jane e Jake se encontram fora da cidade, por ocasião da cerimónia de final de curso do seu filho, as coisas começam a complicar-se. Uma inocente refeição a dois transforma-se no inimaginável - um caso. Com Jake casado com a bem mais jovem Agness (Lake Bell), Jane é agora a "outra" mulher. Apanhado no meio do renovado romance está Adam (Martin), um arquitecto contratado para remodelar a cozinha de Jane. Ele próprio em recuperação de um sofrido divórcio, apaixona-se por Jane, mas rapidamente se apercebe que faz parte de um triângulo amoroso.



Visitantes
Visitantes
3.4 (90 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
2.3 (3 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2009
Estreia nacional: 04 de Março de 2010 (#2 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Comédia, Romance
Duração: 120 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização:
Nancy Meyers

Intérpretes:
Meryl Streep, Alec Baldwin, John Krasinski, Steve Martin

Outros títulos:
Simplesmente Complicado (Brasil)

Links:
www.itscomplicatedmovie.com (site oficial)
www.apple.com/trailers/universal/itscomplicated (trailers)
www.imdb.com/title/tt1230414

A crítica

(...) tudo concorre para uma fantasia gerontófila que só parece conhecer da vida aquilo que as páginas da "Hola" lhe dão.”
Vasco Baptista Marques, Expresso
Meryl Streep volta a confirmar a sua versatilidade (...) [Baldwin e Martin] também eles capazes de contornar os clichés”
João Lopes, Diário de Notícias

Blogs

3.0/5Amar... É Complicado, por Tiago Ramos
Amar… É Complicado é um filme agradável para um serão em bom companhia, é entretenimento nato, sustentado por grandes actores e uma realizadora com grande experiência na área.”
Split Screen, 15/Mar/2010
4.0/5Its Complicated
It’s Complicated é uma lufada de ar fresco na comédia romântica, ousada, original com evidentes toques de Billy Wilder ou até mesmo Woody Allen, criativos dialogos que soam no filme como tiros certeiros e bem orquestrada com os seus protagonistas, por momentos esqueçam a lamechice e “abraçam” uma metáfora não platónica de romance. Hilariante!”
Cinematograficamente falando, 14/Mar/2010
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5..::Cátia Cruz::.. ..::Cátia Cruz::.. 17 de Julho de 2012 às 15:58

O filme tem os seus momentos, mas é apenas mais um no meio de muitos.

:)

3.0/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 30 de Dezembro de 2011 às 02:28

Vê-se bem, no entanto falta qualquer coisa para saír do "apenas razoável".

4.0/5antonio Junior antonio Junior 5 de Outubro de 2010 às 23:39

Gostei. Este filme tem um trio de actores que conseguem enriquecer qualquer argumento...mesmo sendo banal e pobre. Mas que grande Meryl Streep!!!!