Karate Kid (2010)

poster

a crítica

Fazer um remake de um filme tão icónico como foi «Karate Kid», acarreta enormes riscos e responsabilidades, isto se na consciência do realizador e produtores estiver a noção de que se é para recuperar um filme tão importante para uma geração inteira, é urgente que se faça bem. Este remake, não sendo propriamente um tiro ao lado, apresenta alguns problemas nomeadamente ao nível do ênfase dramático, sobretudo quando toca a substituir os ensinamentos originais por novos e principalmente na catarse final, que no original fez com que o movimento fosse reproduzido fielmente por milhares de jovens durante anos. Apesar de neste novo filme, se dar maior acutilância ao choque cultural e ao trauma do professor do jovem recém-chegado, não chega para recheá-lo de conteúdo pertinente, nem quando o tão propalado bullying é retractado. Uma palavra de apreço a Jaden Smith, que se está a tornar num belíssimo actor, muito por culpa dos pais que produzem filmes para o jovem protagonizar.”
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate