(2009)

Lebanon

poster

Sinopse

Junho, 1982 - Primeira Guerra do Líbano. Um único tanque é destacado para explorar uma cidade hostil que foi bombardeada pela Força Aérea de Israel. O que parece uma missão simples fica progressivamente fora de controlo e transforma-se numa armadilha mortal, num terrível pesadelo. Shmulik, o bombardeiro, Asi, o comandante, Herzl, o carregador e Yigal, o condutor, compõem a tripulação do tanque, quatro rapazes com pouco mais de 20 anos que controlam uma máquina de matar. Eles não são lutadores sedentos de violência e conquista, nem extremistas determinados a morrer pelo país. Eles são quatro bravos rapazes, que perdem a sua inocência da forma mais violenta, envolvidos nas teias de uma guerra absurda e injusta, que os destrói mentalmente e os deixa aterrorizados de morte pelos seus horrores. Apenas um instinto básico aguçado permite que sobrevivam no limite, à medida que lutam pela sua própria vida, tentando desesperadamente não perder a sua humanidade no caos da guerra.



Visitantes
Visitantes
3.7 (12 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
4.0
Crítica
Crítica
3.8 (9 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2009
Estreia nacional: 06 de Maio de 2010 (#14 na 1ª semana)

País: Alemanha, Israel, França, Líbano
Género: Drama, Guerra
Duração: 93 min.
Classificação: M/16Q
Distribuidora: New Lineo Cinemas

Realização:
Samuel Maoz

Intérpretes:
Reymond Amsalem, Ashraf Barhom, Oshri Cohen

Links:
www.ctvint.fr/pages/fiche.asp?id=3586 (site oficial)
www.imdb.com/title/tt1483831

A crítica

Filme alucinante, oferece ao cinema imagens de guerra jamais vistas”
Francisco Ferreira, Expresso

Blogs

4.0/5Lebanon
É um filme-experiência claustrofóbico, de imersão sensória total na desorientação própria de um cenário estranho de uma guerra estranha. Durante noventa minutos somos captivos do filme dentro de um tanque israelita junto com os seus quatro habitantes nas primeiras horas da guerra do Líbano em 1982.”
cinemadejunkie.blogspot.com, 17/Jun/2010
4.0/5Lebanon
Recorrendo a técnicas de narrativa directa como um mockumentario se tratasse, neste caso a câmara é substituída pela mira, Líbano se contende com um clima claustrofóbico, inconstante e sobretudo humano (...)”
Cinematograficamente falando, 20/Mai/2010
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.0/5Diogo Silva Diogo Silva 20 de Março de 2011 às 21:26

O filme faz um estudo psicológico de quatro personagens que estão ao comando de um tanque de guerra. Se há alguém no mundo que pensa que estar dentro de um veículo tão seguro quanto este é uma mais-valia, o filme rapidamente demonstra que não o é, mostrando de forma cruel mas realista que a guerra é igual para todos, seja qual for a perspectiva de um combatente! Lebanon é um projecto muito original e humano que, num ápice, se transforma numa das experiências cinematográficas mais intensas, claustrofóbicas, dramáticas e realistas sobre a guerra.