(2009)

Madeo

poster

Sinopse

Hye-ja é mãe solteira. Do-joon, o seu filho de 27 anos, é a sua razão de ser. Apesar da idade adulta, Do-joon é ingénuo em relação a tudo na vida e completamente dependente da mãe. Por vezes, tem um comportamento estúpido, ou simplesmente perigoso. É uma constante fonte de ansiedade para toda a gente. Um dia, uma jovem é encontrada morta num edifício abandonado e Do-joon é acusado da sua morte. Um advogado pouco eficaz e uma força policial apática que encerra o caso de Do-joon demasiado depressa inspira a sua mãe a agir por conta própria - a agir como Mãe, na verdadeira acepção da palavra. Apelando a todos os seus instintos maternais e não confiando em ninguém, parte à procura do assassino e da prova da inocência do seu filho.



Visitantes
Visitantes
3.9 (14 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
3.5 (2 votos)

Detalhes

Ano: 2009
Estreia nacional: 13 de Maio de 2010
Estreia mundial: 28 de Maio de 2009

País: Coreia do Sul
Género: Drama, Crime
Duração: 128 min.
Classificação: M/16Q
Distribuidora: Ecofilmes/Vitória Filme

Realização:
Joon-ho Bong

Intérpretes:
Hye-ja Kim, Bin Won, Ku Jin

Outros títulos:
Mother

Links:
www.motherfilm.com (site oficial)
www.imdb.com/title/tt1216496

A crítica

Bong, um puro «believer» da «mise en scène», é um autor da cabeça aos pés. Filma magnificamente e como muito poucos nos dias que correm.”
Francisco Ferreira, Expresso
(...) um drama perturbante”
João Lopes, Diário de Notícias

Blogs

4.0/5Mother - Uma Força Única, por Tiago Ramos
Mother - Uma Força Única é uma viagem. Uma viagem em busca daquele ponto que, no fim de contas, apaga todos os vestígios da dor.”
Split Screen, 15/Mai/2010
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.0/5Valverde Valverde 9 de Janeiro de 2011 às 16:05

Madeo é o seguimento do excelente cinema sul-coreano, que cada vez mais nos presenteia obras de arte indescritíveis. Este Madeo, tal como Old Boy, trás uma história imprívisivel, com um argumento negro e poderoso, mas que aqui nos mostra um valor de sentimentos maternais, de como podemos nos moldar da forma como a verdade nos atinge e nos afecta. Conta também com uma incrível performance de Hye-ja Kim.

3.5/5jonas jonas 25 de Julho de 2010 às 17:02

bom filme 3.5*