Uma Família Moderna (2010)

Mine Vaganti

poster

Sinopse

Tommaso é o filho mais novo da numerosa e excêntrica família Cantone, proprietária de uma fábrica de massas em Puglia: a sua mãe, Stefania, é adorável, mas vive sufocada pelas convenções burguesas; o seu pai, Vincenzo, tem expectativas altas e irrealistas para os seus filhos; a tia Luciana é uma excêntrica; a irmã, Elena, é uma dona-de-casa frustrada; o irmão, Antonio, trabalha com o pai na fábrica; e ainda há a avó rebelde, perdida na memória de um amor impossível.

Tommaso, um aspirante a escritor, chegou de Roma para um importante jantar de família, onde o pai vai entregar a gestão do negócio a si e ao seu irmão. Determinado a fazer valer as suas próprias escolhas, Tommaso planeia anunciar ao jantar que é gay. Mas nessa noite, depois de ter apenas tempo de dizer "silêncio, por favor", é ultrapassado pelo irmão que, para surpresa de Tommaso e choque para todos os outros, revela o seu próprio segredo! Vincenzo ordena que Antonio saia de casa, expulsando-o da família e do negócio. Logo de seguida, é acometido por um ataque cardíaco, deixando a família devastada.

É com relutância que Tommaso pega nos destinos da fábrica. Mas o seu coração não está ali. Ele sente a falta dos seus amigos e da sua vida em Rome, mas não pode abandonar tudo neste momento, sob pena de pôr ainda mais em risco a saúde do pai. Uma visita surpresa dos seus amigos força os segredos da família a virem à superfície, incluíndo uma outra impensável revelação, nesta comédia calorosa, comovente e generosa.



Visitantes
Visitantes
3.3 (8 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
2.0 (4 votos)

Detalhes

Ano: 2010
Estreia nacional: 07 de Outubro de 2010 (#16 na 1ª semana)
Estreia mundial: 12 de Março de 2010

País: Itália
Género: Drama
Duração: 110 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Ecofilmes/Vitória Filme

Realização:
Ferzan Ozpetek

Intérpretes:
Riccardo Scamarcio, Nicole Grimaudo, Alessandro Preziosi

Links:
www.imdb.com/title/tt1405810

A crítica

(...) esta oitava longa-metragem de Ferzan Ozpetek é estranhamente conservadora (...) Pobre.”
Vasco Baptista Marques, Expresso

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.


Nenhum comentário adicionado.