(2010)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

4.0/5Mónica Bonjour Mónica Bonjour 21 de Março de 2012 às 12:09

É um filme que fala de amor como poucos os fazem, não colocando a felicidade eterna e o "feliz para sempre", encontramos-nos nele pela sua simplicidade e realidade... cada vez que vejo o filme encontro algo e aprendo*
É dos meu preferidos.

3.5/5jonas jonas 23 de Maio de 2011 às 03:26

gostei sim mas está um pouco longo fazendo com que se torne cansativo..se nao fosse esse o caso dava 4*....Boas interpretações e uma historia muito boa sem adornos e floreados de paixão eterna. Aconselho 3.5*

4.0/5Liliana Rabuja Liliana Rabuja 29 de Abril de 2011 às 10:47

Gostei deste filme sobretudo porque tem a coragem de não dourar a pílula. É uma interessante e crua perspectiva sobre o amor e as relações humanas. As interpretações são de topo, quer por parte da Michelle, quer por parte do Ryan. Fiquei agradavelmente surpreendida.

4.5/5Diogo Silva Diogo Silva 20 de Março de 2011 às 21:10

Vale a pena reflectir sobre tudo o que testemunhamos, isto é, que todos os casais passam por fases más (ou piores, como o actor principal diz), e não é na primeira discussão ou no primeiro desentendimento que se destrói um relacionamento, mas sim num acumular de situações menos boas que acabam por dar um abanão um dia mais tarde. A personagem de Williams pensou no aqui e agora e não sentiu o quanto aquele rapaz a amava e o quão disposto estava para o que desse e viesse. E é a partir daí que o filme vai ganhar uma dimensão inesperada, difícil de ver...fortemente recomendado, mas não no sentido de ir com a namorada(o) para passar um bom serão porque isso nunca chegaria a acontecer! Apenas para reflectir...de estranhar a ausência de Ryan nas nomeações!

4.0/5kimERA kimERA 9 de Março de 2011 às 16:32

Um bom drama amoroso sem floreados

4.5/5KxDystroy KxDystroy 3 de Março de 2011 às 02:28

Excelente.
Este filme é uma demonstração da vida. Algo que para nós jovens tem grande probabilidade de acontecer. Que sirva de exemplo para ambos os sexos e que daqui tiremos conclusões e lições.

"...na alegria e na Tristeza..."

4.0/5Mariaana Mariaana 25 de Fevereiro de 2011 às 23:35

À muito que queria ver este filme. Estava muito curiosa. Não me desiludiu, estava tudo lá. Excelentes interpetações, excelente história. Vale mesmo a pena. Apesar de ser um filme altamente depressivo, é real! E vale por isso mesmo...
Ps: É um autentico absurdo Ryan Gosling não estar nomeado, enfim..

3.5/5Filipe Nunes Filipe Nunes 22 de Fevereiro de 2011 às 18:10

Belissimo retrato de uma relação à muito acabada. Duas excelentes interpretações, estranhando claramente a ausência de Ryan Gosling da lista de nomeados para melhor actor (interpretação, no meu entender, superior à de Jeff Bridges, em True Grit).

3.5/5

4.5/5AnaMarta AnaMarta 21 de Fevereiro de 2011 às 22:28

great movie...

5.0/5Valverde Valverde 15 de Fevereiro de 2011 às 00:41

Blue Valentine é um filme de uma beleza indisposta e difícil de digerir. Foca-se nos olhares de dois protagonistas em topo de forma, cheios de química entre si e que fazem funcionar esta brilhante história cheia de um frio realismo sobre um casal em vias disfuncionais. A montagem de todas as cenas, tanto as do antes como do depois são conjugadas e tratadas de uma forma tão sentida pelo realizador, que só encontrando este Ryan Gosling e esta Michelle Williams é que os pequenos detalhes poderiam ganhar vida e tornar esta obra num dos melhores filmes do ano.

4.0/5Liliana Liliana 27 de Janeiro de 2011 às 16:24

Não entendo como é possível? Ryan Gosling não ter sido nomeado este ano?!! Enorme injustiça! Michelle Williams merece a nomeação sem dúvida, mas na minha opinião, a interpretação de Gosling neste filme é igualmente ou... até mais marcante... não consigo entender e não me conformo. Muito, mas mesmo muito injusto.

4.0/5Liliana Liliana 23 de Janeiro de 2011 às 23:15

Não há palavras suficientes para descrever as interpretações de Ryan Gosling e Michelle Williams. Autênticas e espontâneas. Em particular, a forma como Ryan Gosling consegue dizer tanto apenas com olhares e linguagem corporal... chega a ser arrepiante. É realmente um prazer assistir a tal demonstração de talento.
A cena em que canta "You Always Hurt The Ones You Love" é maravilhosa e genial. :)

O filme tem uma história simples, muito real, e emocionalmente sim é no mínimo devastador. Depressivo, mas muito genuíno. Não me lembro de ter visto uma relação tão bem retratada.

4.0/5Frankie Freaky Frankie Freaky 21 de Janeiro de 2011 às 15:04

Não é fácil de gostar deste filme, sobretudo se esperamos encontrar o típico "amor e uma cabana" do "tu saltas, eu salto". Eu não esperava, por isso amei.

"Blue Valentine" é real, acutilante, desvastador e, acima de tudo, sincero. É a dissecação microscópica de uma relação ao longo dos anos, que culmina num casamento destroçado. É um exercício sobre o ser-humano, com todas as suas falhas e fraquezas.

Todo o poder do filme é resultado da entrega visceral de Michelle Williams e Ryan Gosling, que oferecem interpretações de profundidade incomum.

Revitalizante.

*158º comentário cinematográfico*