Sanctum (2010)

poster

Sinopse

Uma equipa de mergulhadores de cavernas subaquáticas embarca numa traiçoeira expedição pelo maior, mais bonito e de mais difícil acesso sistema de cavernas do planeta. Quando uma tempestade tropical os força a entrar nas profundezas das grutas, esta equipa de mergulho vê-se confrontada com a fúria da água, com terrenos mortais e com o pânico, enquanto luta para encontrar a rota desconhecida em direcção ao mar.

O Instrutor de mergulho Frank Mcguire (Richard Roxburgh) explorou estas cavernas do Sul do pacífico durante meses. Mas quando a única entrada é fechada pela força da tempestade, a equipa liderada por Frank - incluindo o filho de 17 anos, Josh (Rhys Wakefield) e o financeiro Carl Hurley (Ioan Gruffudd) - é obrigada a alterar radicalmente os seus planos.

Cada vez com menos recursos, o grupo tem de navegar pelo labirinto subaquático, confrontando-se com a inevitável questão: será que vão sobreviver, ou vão ficar encurralados para sempre?



Visitantes
Visitantes
2.3 (26 votos)
O meu voto
Login / Registo
galeria

Detalhes

Ano: 2010
Estreia nacional: 17 de Fevereiro de 2011 (#5 na 1ª semana)
Estreia mundial: 04 de Novembro de 2010

País: EUA, Austrália
Género: Acção, Aventura, Drama, Thriller
Classificação: M/12
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização:
Alister Grierson

Intérpretes:
Ioan Gruffudd, Richard Roxburgh, Alice Parkinson

Outros títulos:
(Brasil)

Links:
www.sanctummovie.com (site oficial)
www.imdb.com/title/tt0881320

Blogs

1.0/5Sanctum, por Carlos Antunes
Veículos para o 3D como este continuam a ser um negócio de gato por lebre. Mais dia menos dia o público farta-se deste truque e veremos como justificarão os estúdios que tenham preferido aumentar os lucros ignorando a descida do número de espectadores em vez de a abordar.”
Split Screen, 29/Mar/2011
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5Valverde Valverde 24 de Maio de 2011 às 15:24

A versão IMAX, desactivada da tecnologia 3D, confere uma boa credibilidade visual a todo o filme. É, de facto, um lugar narrativo comum, que contém vários pontos negativos, mas à medida que o filme caminha para o fim revela certos trunfos que a fase inicial não soube criar. Estamos perante um bom desempenho de Richard Roxburgh, que diga-se, é o único realmente credível - o filme tem representações a roçar o horrivel - e é por ele - pela sua intrigante personagem - e pela beleza visual das cavernas que o filme é suportável. Não é tão mau quanto o pintam, mas estragou-se aqui uma boa produção.

2.0/5Liliana Rabuja Liliana Rabuja 29 de Abril de 2011 às 10:41

Mais um filme de luta pela sobrevivência, completamente previsível e pouco ou nada original. As interpretações não são vivazes, falta alma ao argumento e os diálogos são excessivos. Entretém, é claro, mas há melhor por aí.

Gostei bastante da cinematografia.

0.5/5Diogo Silva Diogo Silva 22 de Março de 2011 às 11:47

Incrível como alguém se lembra de colocar 3D num filme supostamente claustrofóbico! Isto para não falar das actuações porque não vale mesmo a pena.