Splice - Mutante (2009)

Splice

poster

Sinopse

Os prestigiados Engenheiros Genéticos Clive (Adrien Brody) e Elsa (Sarah Polley) especializaram-se na fusão de ADN de diferentes animais para criar incríveis híbridos. Desta vez, eles pretendem usar o ADN humano num híbrido, numa experiência que pode revolucionar a ciência e a medicina.

Mas quando a empresa farmacêutica que financia a sua pesquisa os impede de continuar, Clive e Elsa, prosseguem a experiência em segredo - arriscando as suas carreiras para ultrapassar as fronteiras da ciência e satisfazer a sua própria curiosidade e ambição.

O resultado é Dren, uma fantástica e estranha criatura com uma inteligência singular e com características físicas inesperadas. No início, Dren supera todas as expectativas de Clive e Elsa, mas enquanto a criatura cresce e aprende a um ritmo intenso, a sua existência ameaça tornar-se no seu maior pesadelo.



Visitantes
Visitantes
2.4 (30 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
2.0
Crítica
Crítica
1.0 (1 voto)
galeria

Detalhes

Ano: 2009
Estreia nacional: 03 de Março de 2011 (#16 na 1ª semana)

País: Canadá, França, EUA
Género: Drama, Ficção Científica, Thriller
Duração: 104 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização:
Vincenzo Natali

Intérpretes:
Adrien Brody, Sarah Polley, Delphine Chanéac, David Hewlett

Links:
www.splicethefilm.com (site oficial)
splice.gaumont.fr (site oficial)
www.imdb.com/title/tt1017460

A crítica

(...) um conto moral híbrido de aparência futurista que, na verdade, nada tem de próprio”
Vasco Baptista Marques, Expresso
A premissa de «Splice - Mutante» relembra a discussão no seio da comunidade científica de que a linguagem do processo científico seria ou não uma linguagem... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate

Blogs

ver todos
3.5/5Splice
Vincenzo Natali cria um filme raro da sua secção, que funde o imaginário com realismo possível, mesmo na caracterização da criatura, interpretada por Delphine Chanéac, uma alusão genética ao conto de Mary Shelly, Frankenstein. Junta-se uma dose de bons efeitos visuais e aulas gratuitas de biologia e voilá, temos culto para os anos que procedem.”
Cinematograficamente falando, 15/Mar/2011
3.0/5Splice, por Joana Queiroz
Talvez se Guillerme Del Toro tivesse realizado ao invés de ter produzido, o resultado seria outro. Consegue entreter de diversas maneiras paradoxais: faz rir e chorar, faz vomitar e perturba, mantém o interesse e promove o aborrecimento, apanham um susto ou não… enfim, muitos pratos no menu, que depois têm duas saídas: ou gostam ou não gostam.”
Depois do cinema..., 5/Mar/2011
1.0/5Splice - Mutante, por Carlos Antunes
Por mais dignidade que Adrien Brody e Sarah Polley tragam aos seus papeís e por mais entrega de Delphine Chanéac a um papel ingrato e bizarro, a verdade é que é impossível não olhar mais atentamente para as falhas de um filme que procura gratuitamente um efeito que, a bem ver, não justifica.”
Split Screen, 28/Mar/2010
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

2.5/5..::Cátia Cruz::.. ..::Cátia Cruz::.. 30 de Novembro de 2011 às 13:24

Perturbador. :/

2.0/5ff ff 10 de Março de 2011 às 00:25

fraco. Poderia dar um bom filme, mas ha acontecimentos demasiado perturbadores

2.5/5Vitinha Vitinha 8 de Março de 2011 às 17:25

fraquito,argumento original mas que a mim nao me diz nada,nao recomendo