A Rapariga do Capuz Vermelho (2011)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

3.0/5Monica Alexandra Monica Alexandra 15 de Fevereiro de 2012 às 13:45

Gostei do filme, o facto de manter o suspense sobre quem era o lobisomen prendeu-me ate ao fim, e acabou por ser quem eu nao estava á espera

Rui C Rui C 8 de Agosto de 2011 às 23:41

Sinceramente esperava melhor. Mas não é mau de todo, vê-se... Entretém, mas não passa disso.
Mais um que tinha tudo para ser estrondoso e que vai cair no esquecimento.

3*/5

4.5/5Joao Pereira Joao Pereira 5 de Julho de 2011 às 23:39

Gostei bastante. Não achei assim previsível como a maioria dos filmes, e revemos um pouco neste filme a história da capuchinho vermelho!

3.0/5Rui  Fernandes Rui Fernandes 1 de Junho de 2011 às 17:22

Tambem nao achei mau, podia ser melhor lá isso podia ser, mas gostei dentro dos possiveis, uma vantagem deste filme é que ficamos sem saber quem é o lobisomem até quase no fim do filme... Dá pra ver!!!

3*

3.0/5Rick1487 Rick1487 29 de Maio de 2011 às 11:42

Não foi tão mau quanto isso. não é um exelente filme. Mas um bom filme. um filme que deixa a principal pergunta até ao fim do filme: Quem é o homem lobo?

3.5/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 24 de Maio de 2011 às 20:57

Esperava melhor, mas não me parece tão mau quanto isso. Vê-se bem.

1.0/5CODEX CODEX 18 de Maio de 2011 às 11:16

Filme completamente desastroso. A muito que não sentia uma ida ao cinema tão desinteressante e negativo.
Os actores são previsíveis, argumento sem ponta que se lhe pegue

Resumindo, quase 2 horas a bocejar.

"O filme parte de uma premissa interessante, o que é inicialmente um aspecto positivo, mas a concretização da mesma falha miseravelmente. Aqui não há ponta que se lhe pegue. Sequencialmente as cenas estão uma miséria, não há devidas transições, e fica a sensação que ao longo do filme não nos são dadas as devidas informações para supostamente resolvermos o enigma de modo coerente.? - Esta tudo dito.

1*

3.0/5Maria Inês Maria Inês 1 de Maio de 2011 às 02:08

Nada mau, uma estética bastante interessante e uma história que não é assim tão previsível...claro que podia ser melhor, mas entretém!