(2011)

Tree of Life

poster

Sinopse

História impressionista de uma família do Midwest americano nos anos 50. O filme acompanha o crescimento do filho mais velho, Jack, da inocência da infância até à desilusão da vida adulta, na tentativa de se conciliar na relação complicada com o seu pai (Brad Pitt).

Jack (Sean Penn em adulto) vê-se como uma alma perdida no mundo moderno, procurando respostas para as origens e sentido da vida, enquanto questiona a existência da fé. Através da imagem de marca deste realizador, vemos o quanto, tanto a natureza em bruto, como a graça espiritual, dão forma, não só às nossas vidas como seres individuais e como famílias, mas a toda a vida.



Visitantes
Visitantes
3.6 (88 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
5.0
Crítica
Crítica
3.7 (11 votos)

Detalhes

Ano: 2011
Estreia nacional: 26 de Maio de 2011 (#3 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Drama, Fantástico
Duração: 138 min.
Classificação: M/12Q
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização:
Terrence Malick

Intérpretes:
Brad Pitt, Sean Penn, Jessica Chastain

Links:
www.foxsearchlight.com/thetreeoflife (site oficial)
www.imdb.com/title/tt0478304

A crítica

(...) é uma experiência-limite de um visionário que não se conforma com os lugares-comuns e os caminhos já trilhados pela linguagem cinematográfica.”
Jorge Leitão Ramos, Expresso
(...) infelizmente, o que temos aqui é menos uma vida do que um discurso sobre ela; menos um cinema vivo do que uma obra inerte que parece ter-se cristalizado numa retórica prêt-à-porter”
Vasco Baptista Marques, Expresso

Blogs

ver todos
5.0/5A ÁRVORE DA VIDA (2001) por Roberto Simões
Se não o entender, contemple-o, oiça-o e sinta-o. Filmes como A Árvore da Vida não só são raríssimos como absolutamente admiráveis, capazes de nos assolar e significar a existência com uma força meteorítica e encantatória.”
cineroad.blogspot.pt, 7/Nov/2013
4.0/5Crítica à Árvore da Vida, por André Olim
Terrence Malick não é um realizador de muitos filmes. A sua carreira começou em 1969 e desde então realizou apenas cinco filmes. A Árvore da Vida é o seu sexto. Com um currículo tão curto é de esperar que cada filme de Malick seja uma experiência única. Para o pior ou para o melhor, A Árvore da Vida é precisamente isso.”
terceirotake.blogspot.com, 5/Fev/2012
5.0/5A Árvore da Vida, por Tiago Ramos
«Eu sou o Alfa e o Ómega. O princípio e o fim».”
Split Screen, 2/Out/2011
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5Mónica Bonjour Mónica Bonjour 5 de Fevereiro de 2013 às 22:19

Não é um filme comum, nem tão pouco fácil de ser visto. contudo somos deslumbrados com as imagens e a transmição de uma mensagem completamente diferente e deslumbrantes, carregado de emoções. A imaginação leva-nos a vaguear por multiplas sensações e vivências.

juliano juliano 19 de Junho de 2012 às 20:38

Mau demais para ser verdade.
Entrou no top 5 dos piores filmes da minha vida.
0,5

2.0/5poeta_rural poeta_rural 5 de Fevereiro de 2012 às 22:50

há aqueles filmes que eu, talvez por ser um mero espectador, não tenha a cultura necessária para perceber. este é, sem dúvida, um deles. todo a gente o descreve como um dos grandes filmes de 2011, eu discordo. Isto porque, na minha perspectiva, a essência do filme está lá...há uma história e uma ideia a passar. Mas a maneira como é transmitida torna o filme numa experiência um pouco aborrecida e demasiado parecida com um documentário da BBC vida selvagem...

realço, no entanto, algumas partes com grandes mensagens. recordo-me, por exemplo, da frase "Deus manda moscas para feridas que deveria curar"