Pina (2011)

poster

Sinopse

Pina é um filme para Pina Bausch de Wim Wenders, com o Tanztheater Wuppertal, sobre a obra única da extraordinária coreógrafa alemã que morreu em 2009. É uma viagem sensual e deslumbrante através das coreografias dançadas no palco e em locais da cidade de Wuppertal - cidade que durante 35 anos foi a casa e o centro de creatividade de Pina Bausch.



Visitantes
Visitantes
3.9 (13 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
3.7 (6 votos)

Detalhes

Ano: 2011
Estreia nacional: 12 de Maio de 2011 (#9 na 1ª semana)
Estreia mundial: 24 de Fevereiro de 2011

País: Alemanha, França, Reino Unido
Género: Musical
Duração: 106 min.
Classificação: M/6Q
Distribuidora: Midas Filmes

Realização:
Wim Wenders

Intérpretes:
Pina Bausch, Regina Advento, Malou Airaudo

Links:
www.pina-film.de (site oficial)
www.imdb.com/title/tt1440266

A crítica

(...) este é um daqueles (muito raros) filmes em que é possível dizer que estamos a ver coisas como nunca antes, que estamos a experimentar descobrimentos.”
Jorge Leitão Ramos, Expresso

Blogs

3.5/5Pina, por Carlos Antunes
Pina é um filme para iniciados. Não é um filme sobre Pina Bausch, é um filme para Pina Bausch.”
Split Screen, 16/Jul/2011
4.5/5Pina de Wim Wenders
Com o filme, Wenders alcança três objectivos: um reinventar de possibilidades do cinema em capturar o que acontece em palco e transbordar isso para algo mais; um redescobrimento do trabalho de Bausch, pela forma como lhe concede novo contexto, levando-o também a um novo público; e uma renovação pessoal, já que encontra aqui o veículo perfeito para a continuação do seu cinema cerebral-sentimental.”
cinemadejunkie.blogspot.com, 12/Mai/2011
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.0/5Valverde Valverde 17 de Janeiro de 2012 às 14:44

O documentário de Wim Wenders é absolutamente terrifico no sentido em que explora cada coreografia na sua possível extensão cinematográfica. Ficamos hipnotizados pelas danças avassalantes e deixa-mo-nos conduzir por elas e pela sua música. Senti-mos amor e alegria, senti-mos melancolia e solidão. Não sei se na verdade consegui compreender toda a expressão e sentimento que a dança destes artistas liderados pela paixão de Pina Bausch traduz, mas fiquei positivamente surpreendido por conhecer tão misteriosa e sedutora forma de arte.