(2011)

Contagion

poster

Sinopse

Contágio acompanha a progressão dum vírus desconhecido. À medida que este se espalha a uma velocidade nunca vista no mundo contemporâneo, vão-se revelando aspectos menos

lisonjeiros da humanidade. Numa corrida contra o tempo e este ameaçador e implacável organismo, uma mão-cheia de gente extraordinária luta em diversas frentes para conter a

progressão do vírus.



Visitantes
Visitantes
3.4 (65 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
2.0
Crítica
Crítica
2.8 (8 votos)

Detalhes

Ano: 2011
Estreia nacional: 13 de Outubro de 2011 (#3 na 1ª semana)
Estreia mundial: 08 de Setembro de 2011

País: EUA, Emirados Árabes Unidos
Género: Acção, Ficção Científica, Thriller
Duração: 105 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização:
Steven Soderbergh

Intérpretes:
Gwyneth Paltrow, Tien You Chui, Josie Ho, Matt Damon, Laurence Fishburne, John Hawkes, Jude Law, Marion Cotillard, Kate Winslet, Elliott Gould, Bryan Cranston

Links:
contagionmovie.warnerbros.com (site oficial)
www.imdb.com/title/tt1598778

A crítica

É um filme-catástrofe sem ceder um cisco à espectacularidade de que Hollywood gosta. Chama-se realismo - e é muito bem feito.”
Jorge Leitão Ramos, Expresso
Um dos pecados mortais de Hollywood dos últimos anos tem sido a aposta no seu star system como meio de promoção dos filmes e consequentes receitas positivas. Desta forma... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate

Blogs

ver todos
4.0/5Portal Cinema - Contagion
É óbvio que “Contagion” não é o filme mais indicado para pessoas que sejam facilmente influenciáveis ou que sofram de nosomifalia, mas assume-se como uma excelente escolha para quem quiser ver um filme cientificamente correcto sobre as várias fases e efeitos da propagação de um vírus mortal.”
Portal Cinema, 21/Out/2011
4.0/5Contagion
(...) Contagion poderá ser o mais realista e alarmante fita de pandemias do cinema actual (...)”
Cinematograficamente falando, 18/Out/2011
3.0/5Contágio, por Joana Queiroz
Contágio tem uma boa abordagem e componente alarmante, mas carece de toda uma intensidade e dimensão dramática que supostamente deveria existir: fica-se pelas actuações breves e explicações menores, não indo além do ser razoável.”
Depois do cinema..., 17/Out/2011
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 7 de Dezembro de 2014 às 02:03

O filme é bastante cru, o que acaba por passar a imagem de leveza ao não abordar aspetos mais humanos em torno da pandemia. Ironicamente esta crueza acaba por ser a sua melhor qualidade e o seu maior defeito. Podia ter sido mais, mas é um bom filme.

3.5/5Xtreme403 Xtreme403 15 de Janeiro de 2012 às 20:06

Antes de ver este filme temia um pouco, este género de filmes que junta um conjunto de actores conhecidos normalmente acabam por se revelar nulos de conteúdo. No entanto não foi assim, não sendo um filme extraordinário acompanhou a propagação do vírus e a corrida pela cura das organizações de saúde, tal como o pânico das pessoas. O filme estava bastante realista. De salientar também o final do filme, desvendando a origem do vírus, que deixou uma boa impressão.

2.0/5Rui  Fernandes Rui Fernandes 3 de Janeiro de 2012 às 21:50

Este filme é: muito pesado,muito parado, e perfeito para quem tem insónias!!!

2*