(2011)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

Claudine75 Claudine75 8 de Fevereiro de 2018 às 16:14

This blog is perfect: the info is always of quality and the flawless writing is very pleasant to read.

voyance par mail gratuite - http://www.qualite-voyance.fr

3.5/5..::Cátia Cruz::.. ..::Cátia Cruz::.. 17 de Fevereiro de 2013 às 17:39

Uma fantasia tão extravagante, quanto inocente.

:)

2.0/5InTenebris InTenebris 7 de Maio de 2012 às 19:35

Fracote. Se fosse outro realizador, passava completamente despercebido.

3.0/5imovie imovie 10 de Março de 2012 às 07:24

Na minha perspectiva, o nome do filme não está adequado à história que é contada e não é um filme que deixe os mais crescidos "em pulgas". Contudo é espetacular em termos de fotografia e por todo o ambiente em que decorre.

3.0/5Lord of the Rings Lord of the Rings 26 de Fevereiro de 2012 às 22:15

Fiquei desiludido com o filme.
Primeiro, fui a 2 cinemas e só se encontrava em 3d, uma versão que para mim não dá devido ao meu problema de visão.

Segundo, dos filmes nomeados era o que me suscitava maior interesse, mas é demasiado calmo para o meu gosto...

Não deixa de ser um bom filme...

Até ao próximo.

3.0/5jonas jonas 26 de Fevereiro de 2012 às 03:22

Scorsese desta vez não me agradou. . . o filme torna-se massudo a certa altura. Comparado com o restante repurtório do realizador, tenho a dizer que fiquei desiludido..mesmo assim é uma boa peça cinematográfica. Mas não para estar nomeado, nem para ganhar um oscar de melhor filme...decididamente não. 3*

5.0/5MIGUEL MIGUEL 22 de Fevereiro de 2012 às 00:45

"Mágico" é a palavra que mais se adequa para descrever esta obra-prima!

2.5/5jorgecouto jorgecouto 21 de Fevereiro de 2012 às 19:19

Eu só queria que me dissessem porque é que o filme se chama A INVENÇÃO de Hugo... O que é que ele inventou???? Quanto ao filme, nada do outro mundo.

4.0/5Valverde Valverde 20 de Fevereiro de 2012 às 23:35

Quando se sai duma sala de cinema depois de ver Hugo de Scorsese, saí-se com um sentimento de dever cumprido, nem que seja pelo simples facto de se ter pago o bilhete para o ver, pois é como se nesse pequeno gesto estivéssemos a financiar e a cuidar do bem estar do cinema, dos filmes, da arte cinematográfica. É, para além do mais, um espectáculo que combina as técnicas artísticas de forma magistral, desde a direcção artística retratada cheia de pormenores aos próprios efeitos visuais usados com enorme perspicácia. A historia em si, faz não só uma homenagem ao cinema, como se torna também numa. Ensinam-se lições, desde a magia dos sonhos à adaptação e à inserção no mundo e o valor dos nossos propósitos. É um filme que se entrega de coração aos seus espectadores e Scorsese, na sua improvável realização, demonstra que é um realizador que sabe como ninguém fazer cinema de bom gosto.