Millennium 1 - Os Homens Que Odeiam As Mulheres (2011)

The Girl with the Dragon Tattoo

poster

Sinopse

Um jornalista desacreditado (Craig) e uma misteriosa hacker (Mara) formam uma inesperada dupla que vai investigar o desaparecimento de Harriet Vanger, a pedido do tio que suspeita que terá sido morta por um membro da família. Quanto mais perto ficam da verdade, contudo, maiores riscos começam também a correr, já que família Vanger tudo fará para manter os seus segredos bem guardados.



Visitantes
Visitantes
4.1 (86 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
3.5
Crítica
Crítica
4.0 (6 votos)

Detalhes

Ano: 2011
Estreia nacional: 19 de Janeiro de 2012 (#2 na 1ª semana)

País: EUA, Suécia, Reino Unido, Alemanha
Género: Thriller, Drama
Duração: 158 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização:
David Fincher

Intérpretes:
Daniel Craig, Rooney Mara, Christopher Plummer, Robin Wright, Goran Visnjic

Links:
www.dragontattoo.net (site oficial)
www.imdb.com/title/tt1568346

Filmes relacionados

Millennium 1 - Os Homens que Odeiam as Mulheres (2009)

A crítica

O que mais nos impressionou? Não a aparição de Rooney Mara na pela da andrógina Lisbeth, não a interpretação esquiva e apaixonante de Daniel Craig, antes o modo como o filme se deixa saturar de... mais ››
Francisco Ferreira, Expresso

Blogs

4.5/5Crítica a Millenium 1, por André Olim
Millenium 1 – Os Homens que Odeiam as Mulheres pode muito bem ser um dos filmes do ano. Certamente é dos melhores thrillers dos últimos anos. As sociedades modernas são corruptas e muitas vezes maldosas, com repugnantes actos contra os seus próprios elementos, e Millenium 1 não tem medo de o mostrar da forma mais crua e sórdida.”
terceirotake.blogspot.com, 4/Fev/2012
4.5/5Millennium 1 – The Girl with the Dragon Tatoo
Até parece que Steig Larsson foi feito para Fincher.”
Cinematograficamente falando, 3/Fev/2012
4.5/5Millennium 1 - Os Homens Que Odeiam as Mulheres, por Tiago Ramos
David Fincher destaca-se mais uma vez. E por mais tentador que seja comparar versões, é também igualmente inútil. Neste caso David Fincher apresenta um material não original, atribuindo-lhe uma visão muito própria, digna da sua marca e até reflectora do seu percurso cinematográfico.”
Split Screen, 29/Jan/2012
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5..::Cátia Cruz::.. ..::Cátia Cruz::.. 30 de Outubro de 2012 às 10:19

Bom filme.

:)

juliano juliano 19 de Junho de 2012 às 20:35

Realmente muito bom. Do melhor que vi nos últimos tempos
4.5

4.5/5Nuno Figueiredo Nuno Figueiredo 11 de Junho de 2012 às 15:13

Filmão! simplesmente genial!
4,5*