(2011)

This Must Be the Place

poster

Sinopse

Cheyenne tem cinquenta anos, é judeu e estrela de rock – música gótica, baton vermelho, maquilhagem branca – mas que já deixou a cena musical. Apesar de levar uma vida confortável em Dublin, vê-se atormentado por um tédio que tende a ver como uma ligeira depressão. No fundo, vive a vida de um homem que se retirou cedo demais. A morte do pai, com quem não falava há muito tempo, leva-o de novo a Nova Iorque. Aí lê alguns diários que lhe permitem perceber o que foram os últimos trinta anos de vida do pai. Anos passados obsessivamente à procura de um criminoso Nazi que se refugiara nos Estados Unidos. Com uma implacável lentidão e sem qualquer talento para a investigação, Cheyenne decide, contra toda a lógica, continuar a busca do seu pai e atravessar os Estados Unidos para encontrar um alemão de noventa anos que provavelmente já morreu de velhice.



Visitantes
Visitantes
3.2 (9 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
0.0 (2 votos)

Detalhes

Ano: 2011
Estreia nacional: 25 de Abril de 2012 (#12 na 1ª semana)

País: Itália, França, Rep. Irlanda
Género: Comédia, Drama
Duração: 118 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: PRIS Audiovisuais

Realização:
Paolo Sorrentino

Intérpretes:
Sean Penn, Frances McDormand, Judd Hirsch, Harry Dean Stanton

Links:
www.imdb.com/title/tt1440345

A crítica

(...) o nojo é o lugar do qual o título nos falava”
Francisco Ferreira, Expresso

Blogs

3.5/5Este É o Meu Lugar (bué de fitas)
sean penn brilha como cheyenne, a sua busca pessoal é credível e a construção da personagem é fantástica. as histórias paralelas das personagens menores são interessantes e permitem conhecer melhor o protagonista. a fotografia do filme é de babar.”
buedefitas.blogspot.pt, 1/Mai/2013
4.0/5Este é o Meu Lugar, por Tiago Ramos
E embora o seu final caia em grande previsibilidade, Este é o Meu Lugar deixará um sorriso nos lábios de tão evidente, mas afinal eficaz fórmula, de redenção e busca pessoal.”
splitscreen-blog.blogspot.pt, 26/Abr/2012
4.0/5«This Must be The Place» – Sean Penn e Paolo Sorrentino são mistura sublime!
De forma original e criativa este é um filme que nos faz crescer. Rimos muito e somos capazes de deixar cair algumas lágrimas pelo meio. Um filme sensível e inteligente que nos dará vontade de rever inúmeras vezes.”
www.cinema7arte.com, 6/Mar/2012
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.


Nenhum comentário adicionado.