Ferrugem e Osso (2012)

De rouille et d'os

poster

Sinopse

Tudo começa no Norte. Ali depara-se com a responsabilidade de ficar com Sam, o filho de 5 anos, nos braços. É filho dele mas mal o conhece. Sem casa, nem dinheiro, nem amigos, Ali encontra refúgio em casa da irmã em Antibes, no Sul de França. Ela acolhe-os, trata do pequeno e até o clima parece ajudar. Após uma luta numa discoteca, o seu destino cruza-se com o de Stéphanie. Ela leva-o para casa e deixa-lhe o número de telefone. Ele é pobre; ela é bonita, e muito segura - uma princesa. Tudo os separa. Stéphanie é treinadora de orcas no Marineland. Será necessário que o espectáculo se transforme num drama para que um telefonema nocturno os volte a reunir. Quando Ali a encontra, a princesa está numa cadeira de rodas: perdeu as pernas e muitas ilusões. Ele vai simplesmente ajudá-la, sem compaixão, sem piedade. Ela vai voltar a viver.



Visitantes
Visitantes
3.6 (11 votos)
O meu voto
Login / Registo

Detalhes

Ano: 2012
Estreia nacional: 14 de Março de 2013
Estreia mundial: 17 de Maio de 2012

País: França, Bélgica
Género: Drama, Romance
Duração: 120 min.
Distribuidora: Leopardo Filmes

Realização:
Jacques Audiard

Intérpretes:
Marion Cotillard, Matthias Schoenaerts, Armand Verdure

Links:

Blogs

4.5/5Rust and Bone
(...) Marion Cottilard, fantasmagórica e envolvente numa das melhores prestações da sua carreira (...) Dificilmente veremos outro filme assim este ano, fracturante, uma orquestra semi-perfeita entre o técnico e o valor humano da obra!”
Cinematograficamente falando, 13/Jul/2013
4.0/5Ferrugem e Osso, por Tiago Ramos
É uma beleza trágica aquela que o filme nos apresenta e que os actores levam ao expoente máximo, como raras vezes se vê no cinema, conduzida de uma forma inteligente.”
splitscreen-blog.blogspot.pt, 21/Mar/2013
4.0/5Crítica a «Ferragem e Osso», por André Olim
Ferragem e Osso é um trabalho peculiar, ditosamente diferente, que exige uma visualização tencionada e atenta para maior interiorização. Não se propõe a emocionar ou a dramatizar. Apenas sugere. Schoenaerts e Cotillard brilham.”
terceirotake.blogspot.pt, 15/Mar/2013
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.


Nenhum comentário adicionado.