12 Anos Escravo (2013)

poster

Sugerir blog


Se achar que merecemos, p.f. coloque um link para esta p‡gina. Agradecemos o seu contributo!

Para submeter um link faça login ou registe-se

blogs

4.5/512 anos escravo (bué de fitas)
doloroso e honesto (a sua precisão histórica é bastante elogiada por vários especialistas na área), 12 anos escravo puxa à lágrima. (...); chegamos ao final do filme igualmente desiludidos e orgulhosos da natureza humana, mas também com a sensação de que este final feliz não foi possível para muitas histórias que ficaram por contar.”
buedefitas.blogspot.fr, 15/Fev/2015
4.0/5Crítica: 12 anos Escravo | by: Beautifuldreams
"Claramente que este filme seria o vencedor dos Oscars este ano, não pela história, nem pelo filme em si, mas porque reúne as características que os da Academia gostam de ver numa película: tem bastante drama, uma história comovente, um objectivo de sobrevivência do protagonista e aborda o tema escravidão, não pode haver melhor mistura para de ganhar um Oscar."”
beautifuldreams.blog.pt, 6/Mai/2014
4.5/5«12 Anos Escravo» – A verdadeira escravidão
“12 Anos Escravo” é talvez o filme mais sério e verdadeiro sobre o racismo nos EUA, do século XIX. Penso que se pode afirmar, que no final de 2014, este será um dos melhores filmes do ano.”
www.cinema7arte.com, 11/Jan/2014
4.0/512 Years a Slave
Mesmo assim, 12 Years a Slave é de facto uma viagem obrigatória e suficientemente forte para perdurar. O melhor filme de Steve McQueen.”
Cinematograficamente falando, 6/Jan/2014
5.0/512 Anos Escravo, por Tiago Ramos
É a história da brutalidade humana, mas também a forma como a sociedade aceita como correcto aquilo que lhes é imposto, a história de como a sociedade é subversiva, como o Homem é manipulável. É uma poderosa contribuição para nós espectadores e para a Humanidade: é esmagador.”
splitscreen-blog.blogspot.pt, 4/Jan/2014
5.0/5Crítica a «12 Anos Escravo», por André Olim
Adaptado da biografia Twelve Years a Slave de Solomon Northup, 12 Anos Escravo é um triunfo completo. Uma obra-prima de Steve McQueen, inspirada pelas brilhantes actuações de Chiwetel Ejiofor, de Michael Fassbender e de Lupita Nyong'o. Poderoso e incontornável!”
terceirotake.blogspot.pt, 3/Jan/2014