(2013)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

Valverde Valverde 11 de Fevereiro de 2014 às 11:56

Ás vezes para além de ter uma boa ideia preparada, com todas as condições técnicas reunidas para transpô-la para o ecrã, é preciso ter a sorte de contar com um bom grupo de actores capazes de a interpretar fielmente. Em All is Lost, um filme enigmático e mais-do-que-parece-ser, J.C. Chandor necessitava ainda mais das qualidades de um front-man a solo, um actor que reunisse a capacidade de segurar a atenção, mesmo nas mais minimalistas atitudes. Ao contrario do protagonista que têm sempre um cabo das tormentas pela frente, o realizador teve uma pontaria em cheio na escolha do actor, Robert Redford, um senhor do cinema que regressou em boa hora, num interpretação que em termos de exigência poderá ser a melhor da sua carreira, preenchendo e reinando em cada imagem, emprestando uma transcendente sensibilidade á belíssima orquestração de Alex Ebert. All is Lost é, para além do enorme Redford, um misterioso e intrigante filme, que poderá crescer bem com o tempo.