M. Night Shyamalan

foto

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

Lumos Lumos 10 de Outubro de 2011 às 20:39

fraquinho mesmo

Fernão Fernão 18 de Agosto de 2010 às 17:01

De um lado, temos o Sexto Sentido, o Protegido e a Vila, três filmes geniais, com histórias e argumentos brilhantes. De outro, temos a Senhora da Água, o Acontecimento e "The Last Airbender".
M. Night Shyamalan está a ser totalmente arrasado pela crítica, e não parece haver sinais de que isso vá terminar tão cedo. Fracasso atrás de fracasso, um dos realizadores que prometia ser das mais brilhantes mentes do cinema está totalmente fracassado.
É uma pena, uma carreira tão promissora. Mas, todos os realizadores tem uma má fase.

loladas loladas 25 de Agosto de 2009 às 19:23

Ví um documentario sobre ele lol os fans pensam que ele é um tipo de deus que as ideias vem la de cima, que ele é abençoado o.o
mas ja vi alguns dos filmes dele e não gostei de nenhum todos muito fraquinhos tirando o sexto sentido que se safa +-

Piri-Piri Piri-Piri 28 de Setembro de 2007 às 00:21

Amei todos os filmes q realizou e tenho pena do facto de ter realizado poucos mas... mais vale poucos e bons do q mts e maus...

Carlos Lourinho Carlos Lourinho 13 de Dezembro de 2005

Após uma tremenda estreia com "O Sexto Sentido", o mundo ficou a conhecer o (muito provavelmente) realizador actual que melhor nos provoca o arrepio. Tendo como base a não necessidade de mostrar sangue ou cenas de violência gratuita, este Sr. consegue percorrer-nos a espinha com calafrios que nos colam ao écran. Com "O Sexto Sentido", estreia-se ao mais altíssimo nível, num filme que convida o espectador a rever o filme logo assim que ele termina, só para ver se tudo bate certo. "I see dead people.", Fantástico!

Segue-se "O Protegido", uma história de Super Heróis que bem podiam ser pessoas "normais" e onde Shyamalan nos faz ter receio do que não entendemos. mais um fantástico final, ainda que mais sereno e reconfortante do que a brutalidade (psicológica) do final de "O Sexto Sentido". "They call me Mr. Christal"., Maravilhoso!

Nota: Sinto necessidade de prestar o meu tributo a um actor mal-amado e frequentemente rotulado de mau actor, Bruce Willis. Está excelente nestes dois filmes, e está excelente em muitos outros trabalhos como "Pulp Fiction" ou o recente "Sin City". Dificilmente encontraremos algum actor que se entregue de corpo e alma ao seu trabalho como ele o faz. Pena que para muitos, Bruce esteja para sempre ligado à série televisiva "Modelo e Detective" ou aos "Die-Hard". Ficam os meus agradecimentos ao Bruce.

Com "Signs", o Realizador contempla-nos com um estilo diferente de nos absorver. Abandona os finais apoteóticos que nos convidam a "relembrar" tudo o que vimos, optando por uma narrativa linear e "verdadeira". A partir de meio do filme, já conseguimos perceber que os ETs andam por ali e que nada é pura imaginação ou brincadeira. Acontece logo a partir do episódio passado no Brasil, onde vemos um ET a passar em frente da câmara, olhando para ela, com uma data de crianças aos gritos (Que arrepio na espinha!!!). Ah, pois, é verdade. A família do Padre está lá em casa fechada, vamos lá então vêr o resto do filme... Excelente!

Com "A Vila", Shyamalan segue um pouco o raciocínio linear aplicado em "Signs" e "vai-nos contando uma história". Uma história relativamente sólida, baseada (mais uma vez) no medo que perturba e condiciona a mente humana. Será, na minha opinião, o mais fraco dos quatro filmes em termos sensoriais para o espectador. Porque não nos deixa expectantes de um grande final pois já (quase) tudo foi mostrado e também por me parecer um argumento algo "pobrezinho" e desinteressante. Não deixa, no entanto de ser uma obra esplendorosa na fotografia, no ambiente criado e nas sonoridades utilizadas, tudo qualidades bem patentes em todos os filmes de Shyamalan.

Em jeito de resumo, apetece-me agradecer a Shyamalan pelas obras que nos tem dado, apesar de achar que ele "teve muita pressa" em realizar os dois primeiros filmes. Na minha opinião, os seus quatro filmes bem que poderiam ter sido realizados "ao contrário" em termos cronológicos, todos diriam ser prova de uma grande maturidade, de uma evolução sustentada. Mas aí, será que Shyamalan teria tido todo o nosso respeito e admiração iniciando a sua carreira com "A Vila"? Se calhar não, provavelmente não valorizaríamos tanto "O Sexto Sentido" e "O Protegido" pois não estaríamos tão atentos. Mas pensando nos três primeiros, quase apetece dizer: Shyamalan, estás desculpado por este "A Vila", apesar de ser um muito bom filme.

O Sexto Sentido *****
O Protegido *****
Signs-Sinais ****
A Vila ***

Dayana Junger Dayana Junger 27 de Agosto de 2004

eu odeio os filmes dele

Rui Silvares Rui Silvares 12 de Novembro de 2003

Este homem é um predestinado. Os meus netos irão ver os filmes dele nas sessões de clássicos. Sem pipocas a estalar nos ouvidos!

Zeth Zeth 19 de Setembro de 2003

Ele é simplesmente espetacular

Fabrício Nascimento Cardoso Fabrício Nascimento Cardoso 4 de Abril de 2003

Ele é um dos melhores do mundo!