Arrepio de Morte (2007)

Wind Chill

poster

Sinopse

Dois amigos de faculdade apanham boleia para casa a fim de passar o feriado com as suas famílias. Mas, no meio do caminho, num lugar remoto e deserto, o carro avaria. É quando eles passam a ser assombrados pelos espíritos das pessoas que morreram justamente naquele ponto.
[por Sérgio Freitas]



Visitantes
Visitantes
2.6 (17 votos)
O meu voto
Login / Registo

Detalhes

Ano: 2007

País: EUA
Género: Terror

Realização:
Gregory Jacobs

Intérpretes:
Emily Blunt, Ashton Holmes, Martin Donovan, Ned Bellamy

Links:
www.sonypictures.com/movies/windchill (site oficial)
www.sonypictures.com/movies/windchill (trailers)
www.imdb.com/title/tt0486051

Blogs

Wind Chill - Crítica
no fim é somente um filme em que nada acontece, com má actuação e realização preguiçosa.”
pipocasetretas.wordpress.com, 28/Abr/2008
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

5.0/5Bruno Ricardo Moreira da Costa Bruno Ricardo Moreira da Costa 7 de Dezembro de 2016 às 07:27

"Arrepio de Morte", para mim, é um dos filmes de terror de 2007. A não ser, que tenha medo dos fantasmas. Nestes filmes de terror do Natal que eu já vi, desde "Férias Assombradas". A menos, que não seja para ver esse filme de drama e terror com todo o género. As misturas de género são drama e terror, e não thriller.

Gregory Jacobs realizou a este filme de drama e terror ao mesmo tempo. Com a bela e a sensual Emily Blunt.

3.5/5Frankie Freaky Frankie Freaky 8 de Junho de 2010 às 15:06

Apesar de não ser, nem de longe nem de perto, uma obra-prima, este filme é uma lufada de ar fresco que sobressai de entre os contemporâneos filmes de terror, que usam e abusam do recurso ao sangue e ao sexo, como forma de cativar as pessoas. Para além disso, é um original, não caindo na moda, nem sempre evolutiva, dos remakes.

Obviamente que tem falhas, sendo o argumento quase como um rascunho traçado à pressa, mas não deixa de nos manter sempre na eminência do que irá acontecer.

Toda a atmosfera é propícia ao sentimento de expectativa e o facto de ter, na minha opinião, um certo "quê" daquelas histórias de terror que os amigos contam uns aos outros à volta de uma fogueira, constitui uma mais-valia.

Vale a pena ver, uma vez, pelo esforço.

2.5/5Mariana Mariana 16 de Maio de 2010 às 02:06

muito fraco, nem a Emily Blunt o safou. 2*