(2007)

poster

a crítica

Com uma temática semelhante aos recentes «The Departed» e «Gangster Americano», «Nós Controlamos a Noite» junta dois dos mais talentosos actores contemporâneos, Joaquin Phoenix e Mark Whalberg, a combater traficantes de droga russos, que se preparam para tomar posse das ruas de Brooklyn.
De facto, não se trata de um enredo original, mas detém potencialidades reconhecidas na actualidade dos assuntos abordados e encerra a síndrome pós-11 de Setembro, retractado no desnorteamento constante das forças policiais face a inimigos invisíveis. Mas, em detrimento do tratamento de matérias mais amplas, James Gray opta antes por centrar o filme em redor da lealdade de Bobby Green (Phoenix) para com a sua família. Neste patamar, cumpre a sua proposta, elevando a personagem de Phoenix ao estatuto de rápido executante da justiça, dando-lhe fácil acesso ao distintivo. Mas fica a pergunta: será correcto pensarmos na justiça policial como meio de exercício de vendettas pessoais, ainda que justas?”
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
Gray repete tema, os actores e o cenário, filmando em bairros de Nova Iorque. Falta-lhe uma identidade mais forte.”
João Antunes, Jornal de Notícias