Jumper (2008)

poster

a crítica

(...) o teletransporte é aqui apenas um pretexto para religar - por meio de uma «overdose» de efeitos especiais e de um argumento decorativo que vai entoando uma lengalenga sobre um conflito (...) - um conjunto de personagens inexistentes”
Vasco Baptista Marques, Expresso