Milk (2008)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

4.0/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 5 de Outubro de 2012 às 03:21

Uma história forte muito bem sustentada pelo elenco.

3.0/5..::Cátia Cruz::.. ..::Cátia Cruz::.. 14 de Maio de 2011 às 17:45

Sean Penn é perfeito para o papel. A sua interpretação é imaculada. Sem ele, o filme não teria o mesmo impacto. Mas do que uma simples película, estamos perante uma lição de História e de vida. Um hino à tolerância.

becas becas 3 de Janeiro de 2010 às 21:18

Concordo em absoluto liliana,alias eu sou teu fa... ganda ganda penn

4.5/5Inesfilomena Inesfilomena 20 de Agosto de 2009 às 12:54

Grande filme
adorei as interpretaçoes, tudo
Sean Penn esteve 5*


resultado final 4.5*

4.5/5jalfy jalfy 17 de Agosto de 2009 às 21:47

"If a bullet should go through my head let that bullet go through every closet door." Harvey Milk

3.0/5Liliana Liliana 17 de Agosto de 2009 às 21:17

Qualquer pessoa que lute pelos seus direitos, e por aquilo em que acredita, tem o meu apoio e admiração... qualquer que seja a causa, e mais ainda se tiver por base valores como justiça e liberdade. Mesmo assim, considero que este filme não tem "poder" de persuasão suficiente (com excepção do final, que está de facto excelente), e apesar das interpretações, que são admiráveis (Óscar merecido para Sean Penn, mas James Franco e Emile Hirsch também sobressaem). 3*

5.0/5Kata Kata 23 de Junho de 2009 às 20:17

Só uma palavra!
Espectacolar.

4.5/5Luis Carvalho Luis Carvalho 21 de Junho de 2009 às 18:52

Um filme que é uma chamada de atenção para a tolerância, não para uma tolerância meramente retórica, mas uma tolerância de sustentada pela "praxis". Sou católico praticante, e para mim a tolerância por por todos (desde que tenham uma vida com dignidade) é não só uma razão de bom senso, como também uma obrigação moral, e uma obrigação perante a palavra de Cristo. Tenho pena que muitos católicos não pensem assim... Um filme do mestre Gus Van Sant, com uma das melhores interpretações de um actor nos últimos tempos, o excelente Sean Penn.

4.5/5iamthestory iamthestory 3 de Maio de 2009 às 20:45

Antes de ver o filme ja era a maior defensor gay, agora!...
Tanto o filme como o cast são excelentes. 5*

4.0/5Rolling-Murray Rolling-Murray 11 de Março de 2009 às 17:40

Confesso que sabia muito pouco sobre Harvey Milk. Aliás, se algo me tinha chegado aos ouvidos sobre a sua vida - e o seu assassinato em particular - tal terá sido mais relacionado com a condenação do seu algoz Dan Brown - e a inacreditável "Twinky Defence" urdida pela Defesa - do que com a activade política e cívica da personagem. Nesse sentido, o filme de Van Sant esclarece q.b. a personalidade, os feitos e as motivações de Milk, formando a imagem de uma espécie de Martin Luther King da comunidade gay. Sean Penn está simplesmente fabuloso. Muitas vezes, o facto de determinada personagem ser interpretada por um actor célebre e consagrado faz com que o espectador não consiga distinguir totalmente a primeira do intérprete. Ora o melhor elogio que se pode fazer ao trabalho de Penn é que quando olhamos para ele no ecrã não vêmos o actor mas sim HARVEY MILK. Sean Penn aparece à cabeça de um elenco de grande qualidade, incluindo o cada vez mais versátil John Brolin e os mui promissores Emile Hirsch e James Franco. Já quanto a Diego Luna, não gostei tanto... mas dou por mim a pensar se a intenção não seria essa mesma: a de construir uma personagem desagradável e irritante. Se assim foi, conseguiu-o em pleno.

5.0/5Tom Tom 9 de Março de 2009 às 17:44

excelente filme e ainda melhor a intrepetaçao de Sean Penn

1.5/5Ron Mexico Ron Mexico 8 de Março de 2009 às 15:28

Péssimo, péssimo, péssimo. A dada altura não percebi se estava a ver um filme nomeado para vários oscares ou se estava a ver um filme porno homossexual. Convencido que ia ver um filme politicamente interessante, levei com festival gay. quanto a mim, fora a de melhor actor, as nomeações que este filme recebeu foram para agradar, porque o filme é uma bosta total. Fora o Sean Penn, nada mais se aprovei

5.0/5jedanovais jedanovais 7 de Março de 2009 às 05:38

Melhor filme do ano 5*

Pat Pat 6 de Março de 2009 às 23:34

Honestamente não achei o filme nada de especial...

3.5/5Valverde Valverde 19 de Fevereiro de 2009 às 23:48

Milk é um bom filme, tem uma direcção de actores, talvez, a melhor do ano, contundo, não têm algo que é muito importante, não tem carisma. É obvio que Milk, interpetado maravilhosamente por Penn, tinha uma mensagem vital a deixar, no entanto, não tinha uma presença como homem, que nos convencesse da sua real importancia e por isso, era dificil Van Sant fazer muito mais do seu filme.

4.0/5andre_vedder andre_vedder 18 de Fevereiro de 2009 às 15:08

Um bom filme com uma excelente interpretação, e por favor entreguem o oscar de melhor actor a este Senhor actor (Sean Peen), simplesmente extraordinária interpretação.
4* para o filme
6* par a interpretação de Seann Penn

3.5/5Mónica Casanova Mónica Casanova 15 de Fevereiro de 2009 às 03:50

Grande senhor este Harvey Milk, brilhantemente interpretado por Sean Penn que é bem provável que leve o óscar.
Mas também Emile Hirsch, Josh Brolin, e James Franco.
Gostei de conhecer a sua história e a sua, grande, luta pelos direitos dos homossexuais mas concordo com o unickymous e a Margarida, não fosse o interpretação de Sean Penn, o filme em si não seria nada de mais.

4.0/5Margarida Margarida 9 de Fevereiro de 2009 às 00:11

Este Sean Penn é incrivel...mas que interpretação! E James Franco, Emile Hirsch...
Gostei muito do filme...muito bom retrato dos anos 70. Pena as pessoas no cinema soltarem risinhos parvos sempre que assistiam a uma cena mais "íntima". Enfim... é triste perceber que, ainda hoje, existe preconceito contra quem não se enquadra nos padrões da sociedade.

Mas concordo com o unickymous..apesar do filme ser bom, se não fosse a interpretação do Sean, era banal.

3.5/5unickymous unickymous 8 de Fevereiro de 2009 às 23:09

Não fora a extraordinária interpretação de Sean Penn e o filme era banal. 3.5*

4.0/5aLqUimISta aLqUimISta 5 de Fevereiro de 2009 às 01:00

Melhor que o filme é sem dúvida a interpretação do Sean Penn...

Está brilhante e muito provavelmente este filme já tem garantido o Óscar para melhor Actor.

4.0/5Lourenço Lourenço 4 de Fevereiro de 2009 às 00:38

Um bom filme, muito bem conseguido. Retrata bem esta história real do homem que lidera o movimento que luta pela igualdadade de direitos, e pelos descriminados da sociedade. Muito boa actuacao do Penn.

Recomenda-se 3.5*

4.0/5Jorge Tomé Santos Jorge Tomé Santos 1 de Fevereiro de 2009 às 11:25

A História: São Francisco, anos 70. Harvey Milk é o primeiro gay assumido a conseguir ser eleito para um cargo politico. A sua luta pelos direitos dos gays tornou-se lendária e a sua voz fez a diferença para a vida de muita gente.

O Melhor: Sean Penn transforma-se completamente como Milk e no processo dá-nos a sua melhor interpretação de sempre. O ar documental do filme.

O Pior: Constatar que, anos depois, os gays continuam a ter que lutar pelos seus direitos e que algumas pessoas continuam a achar que devem comandar a vida dos outros, tentando que toda a gente se encaixe na chamada vida “normal”.

Veredicto Final: Já um dos melhores filmes deste ano, este MILK consegue dar-nos um retrato realista de uma época conturbada, com excelentes interpretações de todos os actores (para mim devia ser James Franco a ser candidato ao Óscar de actor secundário e não Josh Brolin) e sem receios de ofender o público. O filme apela ao revolucionário que existe em todos os nós e duvido que haja alguém que não se sinta comovido com a arrepiante marcha final. Devia haver mais homens como Milk, sem medo de lutar e com o poder de mudar as coisas; não duvido que tenhamos políticos gays no nosso governo, o que lhes falta é os t... para se assumirem e tentarem fazer a diferença.

4.0/5The Joker The Joker 31 de Janeiro de 2009 às 18:57

Grande filme. Sean Penn é um grande actor e veio confirmar neste filme com um grande papel, não tenho dúvidas que ganhará o óscar de melhor actor. O filme tem um grande história que revela-nos os preconceitos da época para com os homossexuais e que é muito bem retratado no filme. Não é uma obra-prima mas é um filme a não perder.