Os Irmãos Bloom (2008)

The Brothers Bloom

poster

Sinopse

Pelo menos que se lembrem, os Irmãos Bloom só tiveram um ao outro para cuidar de si. Desde a sua infância passada numa série de luxuosos lares até à sua vivência como vigaristas de gabarito internacional, Stephen (Mark Ruffalo) e Bloom (Adrien Brody) têm partilhado tudo. Stephen tem engendrado brilhantes histórias que os dois vivem, mas ainda está à procura do golpe perfeito. Entretanto, Bloom anseia por uma verdadeira aventura, uma daquelas que nem o seu irmão sonharia. Desejoso de se retirar, Bloom aceita fazer parte de um último esquema. Insinua-se então na vida de Penelope (Rachel Weisz), uma aborrecida e solitária herdeira de New Jersey. Quando um genuíno romance começa a nascer entre eles, tem uma grande relutância em explorar a sua ingenuidade, mas Penelope já tinha mordido o isco, juntando-se impulsivamente a Bloom, Stephen e à sua "associada", uma japonesa sexy e perita em explosivos chamada Bang Bang (Rinko Kikuchi), num cruzeiro à Grécia. Penelope está convencida que vai viver a grande aventura da sua vida e oferece-se para financiar um contrato de um milhão de dólares. À medida que o quarteto se dirige de Atenas a Praga, do México a São Petersburgo, Penelope torna-se rapidamente viciada no risco. Mas quando a elaborada teia engendrada por Stephen começa a apertar, Bloom começa a pensar se o seu irmão não os terá metido na aventura mais perigosa das suas vidas.



Visitantes
Visitantes
3.5 (48 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
2.0 (3 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2008
Estreia nacional: 05 de Novembro de 2009 (#6 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Crime, Thriller
Duração: 114 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Ecofilmes/Vitória Filme

Realização:
Rian Johnson

Intérpretes:
Rachel Weisz, Adrien Brody, Mark Ruffalo, Rinko Kikuchi, Robbie Coltrane

Outros títulos:
Vigaristas (Brasil)

Links:
www.brothersbloom.com (site oficial)
www.apple.com/trailers/independent/thebrothersbloom (trailers)
www.imdb.com/title/tt0844286

A crítica

(...) um filme maravilhoso que tem entrada directa para o top-10 do ano. ”
Jorge Mourinha, Público
(...) cedo se transforma num espectáculo pobre, repetitivo, lembrando vagamente algum cinema popular dos anos 60/70”
João Lopes, Diário de Notícias

Blogs

ver todos
4.0/5The Brothers Bloom
cinema de estilo com actores de mesmo adjectivo”
Cinematograficamente falando, 6/Mar/2010
4.0/5Os Irmãos Bloom, por Carlos Antunes
Os Irmãos Bloom é um jogo de enganos , uma aventura que ultrapassa as fronteiras que as personagens tinham construída para ele e que, no processo, leva o espectador encantado com o engano. Mas é também um filme feito de imensa ternura.”
Split Screen, 27/Dez/2009
3.5/5"The Brothers Bloom" por Nuno Reis
É entretenimento e contenta-se com isso.”
Antestreia, 18/Nov/2009
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.0/5Frederico Daniel Frederico Daniel 15 de Agosto de 2013 às 17:51

"Os Irmãos Bloom" tem uma história muito interessante e intrigante, sendo por vezes um pouco confusa. O argumento é coerente e bem conseguido, o elenco fez um bom trabalho e o filme em si agradou-me.
Em "The Brothers Bloom" o engano é uma arte e nada é o que parece, fazendo com que a realidade e a ficção sejam difíceis de separar.
O filme teve sequências hilariantes onde destaco a do comboio e a do show de habilidades da personagem Penelope, interpretada pela atriz Rachel Weisz. "The Brothers Bloom" tem ainda drama e um momento de patriotismo, pois a bandeira portuguesa aparece em uma cena do filme.
As cenas iniciais de agradaram-me, mostrando ao espetador como era a vida dos dois irmãos na adolescência e como tudo começou.
Gostei bastante do trabalho feito pelo elenco principal composto por Mark Ruffalo, Adrien Brody, Rachel Weisz e Rinko Kikuchi.

4*

2.5/5Bilhardas Bilhardas 2 de Agosto de 2010 às 04:51

Sinceramente, nao me diverti, nao me entusiasmou. Talvez tenha sido por quase ter adormecido em algumas partes, nao sei, mas achei demasiado longo para o genero de filme que e, e quando vejo aqui a falarem do argumento... nao sei o que dizer.. ´´e fraco, e sem muito nexo..

4.0/5Tiago Ramos Tiago Ramos 24 de Dezembro de 2009 às 23:11

Concordo com o Jorge Mourinha. É um dos melhores do ano.