(2010)

poster

Sugerir blog


Se achar que merecemos, p.f. coloque um link para esta p‡gina. Agradecemos o seu contributo!

Para submeter um link faça login ou registe-se

blogs

3.0/5Prince of Persia:The Sands of Time
Não estamos perante um mau filme, de todo. É um blockbuster agradável de se ver. O problema é que no final sabe a pouco. Não se destaca e é apenas mais um no meio de tantos outros.”
35mm, 6/Set/2010
3.0/5Point-of-View Shot - Prince of Persia: The Sands of Time (2010)
Ainda assim, é entretenimento. E é definitivamente superior a qualquer capítulo de Mummy ou do National Treasure”
Close-up, 28/Ago/2010
3.0/5"Prince of Persia: The Sands of Time" por Nuno Reis
O criador do jogo original tinha experimentado o mundo do cinema nos últimos anos e ao chegar a esta mega-produção Disney sabia o que fazer. Tornou a sua histórica criação num filme moderno, arrojado, cheio de acção e que tem mais êxito quando se concentra em actores do que quando arrisca nos efeitos especiais.”
Antestreia, 25/Ago/2010
3.5/5Príncipe da Pérsia As Areias do Tempo (2010)
Alguns flashbacks, como a história do leão poderiam ter sido inseridos no começo do filme, pois a partir do meio da fita, a relação história-flashback deixa-nos um pouco confusos.”
cinemaforever.blogs.sapo.pt, 23/Jun/2010
3.0/5Crítica: «Príncipe da Pérsia» – O Príncipe das Adaptações
Este é o mote para um filme que não prima por nenhuma excepcionalidade a nível de argumento, mas que satisfaz com tranquilidade alguma daquela sede de entretenimento que se costuma ter por alturas de início de Verão.”
Ante-cinema, 8/Jun/2010
3.0/5Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo, por Carlos Antunes
Prince of Persia foi planeado e executado com talento. O seu brilho é o possível para um objecto cinematográfico assim, mas não deixa de estar presente.”
Split Screen, 31/Mai/2010
3.0/5Prince of Persia: The Sands of Time
Neste inicio de Verão (...) The Prince of the Persia pode muito bem ser a aposta refrescante, só que lufada de ar fresco não é bem o termo a utilizar. Filme pipoca visualmente arrebatador, e sem duvidas nenhumas, a melhor conversão de um videojogo para o grande ecrã desde Silent Hill e Resident Evil”
Cinematograficamente falando, 31/Mai/2010