(1998)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

3.0/5Bruno Ricardo Moreira da Costa Bruno Ricardo Moreira da Costa 28 de Fevereiro de 2011 às 12:46

É um drama fantástico de Vincent Ward. Boas interpretações de Robin Williams, Cuba Gooding, Jr. e Annabella Sciorra.

Originalmente, o compositor italiano Ennio Morricone foi composta pela primeira vez na orquestração do filme e os últimos minutos, a composição de Morricone foi rejeitada e foi substituido pelo compositor americano Michael Kamen.

Boa original.

2.5/5Valverde Valverde 4 de Junho de 2010 às 21:55

Filme demasiado melodramático, levando este adjectivo a um extremo tal que se torna insuportável levar com as lagrimas
da treta de Robbie Williams e companhia. Apenas atenciono para a optima fotografia do português Eduardo Serra.

3.0/5Filipe Nunes Filipe Nunes 12 de Dezembro de 2008 às 15:00

Bom filme, demasiado fantástico, mas não deixa de ser bom. É, contudo, "demasiado bonito" para o meu gosto... Gosto de coisas um pouco mais densas, tal como o inicio do filme antecipava. Mas depois...
3/5

p.s. inferior ao Ghost!

4.0/5André Filipe Moreira Santos André Filipe Moreira Santos 24 de Novembro de 2008 às 01:37

filme onde a essência é o amor, k retrata a vida depois da morte...
o filme tem uma coloração fantástica, gostei da forma como o realizador ilustrou o paraíso e o inferno, está fantástico!! e o final do filme está mt bom, acaba como começou mas com uma "ligeira" diferença!
bem melhor k o "ghost"...4*

p.s: "Quando era jovem...conheci uma linda rapariga num lago"

5.0/5Luis Pessoa Luis Pessoa 9 de Março de 2008 às 14:12

Nem acredito que vai passar este filme !
Podem querer que o vou ver pela 3ª vez (de verdade)!

Só tenho uma palavra para ele ...
DIVINAL !!!

5.0/5Nuno Silva Nuno Silva 13 de Outubro de 2007 às 22:37

Um filme absolutamente fantástico e fascinante, mágico e místico. Uma abordagem romanceada de um amor tão sublime e incessante que toca o plano metafísico e o transcende, revelando-nos a sua essência. Sem dúvida um dos grandes filmes da minha vida.

da silva anabela
da silva anabela 13 de Junho de 2006

So tenho uma palavra: Obrigado.
Obrigado ao realizador, aos actores, e todos que participaram neste filme.
É o filme da minha vida. Fala-nos daquilo que nos resta quando perdemos quem amamos... A vida fará ainda sentido? valerá a pena lutar? Para onde foram eles? Estarao mesmo num lugar melhor? Pode a vida ainda ser mais injusta? O inferno ou O NOSSO inferno? O suicidio como meio de salvação ou de perdição? Existe Amor eterno? Amor para alem da morte? o Amor pode nos salvar? Para alem de todas estas ideias fascinantes o filme tem ainda um cromatismo exuberante.
Desejo mesmo que a vida apos a morte seja mesmo isto: um sonho.

Dan 
Dan 19 de Fevereiro de 2004

Olá,

Quem vive exclusivamente ligado ao mundo material, não entenderá absolutamente nada deste filme. Mas aquele que já tem alguma coisa de espiritual, com certeza vai se surpreender. Pois o filme cai dentro de questões espiritas como Reencarnação, Vida após a Morte do corpo físico.
É lógico que não vamos seguir tudo ao pé da letra, mas o conteúdo do filme é sem dúvida muito importante. Se os roteiristas começarem a escrever filmes baseados nos livros espíritas, vão ter sem dúvida um retorno surpreendente, pois todos nós já estamos cansados de ver filmes com a mesma história.
What Dreams May Come, é o melhor.